Mundo pós-pandemia: 5 tendências para ficar de olho

Quais tendências do "novo normal" irão permanecer no mundo corporativo pós-pandemia? Neste artigo, separamos as 5 principais delas!

17/12/2020 • Empresas
 Tempo de leitura: 6 min

A pandemia do novo coronavírus transformou nossa sociedade em tantos aspectos que fica até difícil lembrar como era a vida antes dela. Muito além das áreas da saúde, mudanças foram necessárias em praticamente todos os segmentos.

Da indústria à educação, do comércio ao entretenimento, pessoas e empresas foram obrigadas a adaptar-se a uma nova realidade em pouquíssimo tempo. E, por mais que haja boas notícias em relação à vacina, a previsão é que esse “novo normal” se mantenha por mais alguns meses, transformando profundamente nosso cotidiano.

É assim que se criam as tendências que irão ditar a vida pós-pandemia. Muitas medidas de segurança que estamos sendo obrigados a adotar agora poderão continuar presentes em nosso dia a dia após a tão sonhada imunização.

No que se refere às empresas, será preciso adaptar-se a novos consumidores, novos colaboradores e novas rotinas de trabalho.

Neste artigo, nós vamos falar sobre 5 tendências do “novo normal” no mundo corporativo, para você ficar de olho e preparar seu negócio!

1 – Adoção integral ou parcial do home office

Ainda que diversos gestores estivessem com o pé atrás no início e a decisão de adotar o home office tenha sido totalmente compulsória, muitos se surpreenderam positivamente com os resultados obtidos após permitirem que seus funcionários trabalhassem de casa.

Para o colaborador, há a vantagem de ter mais tempo livre (já que se evita o deslocamento até o local de trabalho) e o conforto de executar suas tarefas em seu próprio lar. Para a empresa, há uma considerável economia de recursos devido à diminuição de gastos com a estrutura física.

Por todas essas razões, muitos negócios estão estudando a possibilidade de manter o home office mesmo após a pandemia. Pesquisas apontam que cerca de 30% das empresas devem adotar esse regime de trabalho definitivamente, permitindo que seus funcionários trabalhem de casa em período integral ou parcial.

É provável que muitos gestores procurem meios de fazer um bom gerenciamento de suas equipes a distância, investindo em tecnologias que facilitem esse trabalho.

2 – Reformulação no papel dos escritórios 

Com a adoção definitiva do home office, muitos devem se perguntar sobre o papel dos escritórios daqui pra frente. Antes indispensáveis para o funcionamento de um negócio, esses espaços estão sendo amplamente questionados e mudanças se fazem cada vez mais necessárias.

Sem dúvida, algo que a pandemia tirou de nossas vidas e que faz muita falta na rotina de trabalho é a interatividade entre os colaboradores. As trocas, conversas e conexões ajudavam a aliviar a tensão do dia a dia, ao mesmo tempo em que promoviam a criatividade e fomentavam novas ideias.

Ainda que isso possa acontecer em um ambiente online, nada substitui o presencial. E é aí que entra o papel dos escritórios no pós-pandemia!

É possível que muitas empresas mantenham seus funcionários em home office, mas utilizem esses ambientes de trabalho em ocasiões especiais, como reuniões, dinâmicas de cocriação, apresentação de novos colaboradores, atividades de lazer e eventos.

Esses espaços precisarão ser reformulados para que proporcionem uma experiência incrível a todas as pessoas que os ocupam, potencializando a vivência da cultura da empresa e trazendo certo conforto, para que o funcionário sinta que ainda está em casa.

3 – BPO financeiro a terceirização

A crise econômica que acompanhou a pandemia fez com que muitas empresas tivessem que cortar gastos, procurando formas alternativas de manter suas operações funcionando. É desse ponto que surge a tendência da terceirização: uma forma de economizar recursos e possibilitar que o empresário mantenha o foco no crescimento estratégico do negócio, tão importante em momentos de crise.

Nesse cenário, destacam-se os serviços de BPO (uma sigla para Business Process Outsourcing), que permitem a terceirização de atividades não relacionadas ao core business de uma empresa.

Uma área bastante terceirizada, por exemplo, é a financeira. Com o BPO financeiro, o empreendedor consegue manter sua equipe enxuta, promover uma melhor gestão de tempo e recursos, reduzir custos operacionais e ainda passa a contar com profissionais extremamente capacitados. Isso tudo se traduz em vantagem competitiva, algo muito valioso em situações de incerteza.

4 – Tecnologia e transformação digital

No isolamento, a vida praticamente não existe fora da internet. É por aqui que as pessoas fazem compras, mantém contato com amigos e familiares, trabalham e consomem entretenimento. Enquanto as atividades offline não são possíveis, as empresas precisam se desdobrar para prospectar seu público e conquistar vendas no ambiente online.

Não é à toa que os negócios que melhor conseguiram se adaptar ao “novo normal” são os já estavam imersos no digital, seja oferecendo seu produto ou serviço pela internet, seja transformando seus processos internos por meio da tecnologia.

A pandemia impulsionou a transformação digital de uma forma surpreendente. Novas tecnologias foram testadas e implementadas em tempo recorde, consumidores que nunca haviam feito compras online abraçaram de vez o e-commerce e até mesmo as empresas mais aversas à inovação foram obrigadas a se adaptar.

No pós-pandemia, vai haver menos espaço ainda para quem não consegue se adequar a essa realidade, cada vez mais digital e conectada.

5 – Cuidados com a saúde

Não é de hoje que assuntos como saúde mental e qualidade de vida são discutidos no ambiente corporativo, mas, após a pandemia, isso vai ganhar ainda mais força.

Isso porque estamos passando por uma situação bastante incomum, onde o medo, a insegurança e a solidão estão tão presentes. Nessas circunstâncias, é impossível não falar de saúde. Não apenas mental, mas do corpo como um todo.

Numa tentativa de recobrar a qualidade de vida, muitas pessoas estão apostando em uma alimentação saudável e exercícios que podem ser feito em casa, além de procurarem terapia e ajuda profissional.

Indo por esse mesmo caminho, diversas empresas ofereceram esse tipo de ajuda aos funcionários, investindo em equipamentos para o home office (como cadeiras confortáveis e mesas apropriadas), presenteando-os regularmente e estimulando sentimentos positivos.

No pós-pandemia, a tendência é que as empresas continuem levando a saúde dos colaboradores a sério. Especialmente durante o período de retorno às atividades normais, em que será preciso controlar a quantidade de pessoas nos ambientes e incentivar cuidados com a higiene, limpeza e ventilação.

Ainda não é possível saber quanto tempo mais a pandemia irá durar. O que podemos fazer por enquanto é nos adaptar à realidade de hoje e nos preparar para aquela que ainda está por vir. Afinal, em um cenário tão incerto, estar preparado faz toda a diferença.

E continue seguindo as recomendações mais importantes: use máscara, lave as mãos corretamente e evite aglomerações e ambientes com pouca ventilação 😉

Velev Contabilidade
Escrito por:

Velev Contabilidade

Veja também

Terceirização das rotinas financeiras: veja o que você precisa saber Empresas

Terceirização das rotinas financeiras: veja o que você precisa saber

12/11/2019 • 4 min de leitura
CNH e Carteira de Trabalho digital: o que vai mudar? Notícias

CNH e Carteira de Trabalho digital: o que vai mudar?

28/10/2019 • 3 min de leitura
E-SOCIAL – Parceria das Empresas e Escritórios Contábeis Recursos Humanos

E-SOCIAL – Parceria das Empresas e Escritórios Contábeis

01/03/2017 • 1 min de leitura

Atuamos em diversos segmentos

Conheça a Velev descubra porque somos a melhor opção para o seu negócio: uma contabilidade digital, fácil e para você 😉

Conheça a Velev
Fale com a gente no Whatsapp